Home office e as mudanças na minha vida


Divido minha vida profissional em duas fases: antes pandemia e durante a pandemia.

O antes - às 6h15min da manhã já tinha que sair de casa, pois eu atravessava a cidade.


Moro no bairro Buritis em Belo Horizonte, considerado o segundo mais populoso, com cerca de 35 mil moradores. Como em toda grande metrópole, em horários de pico, o trânsito pode ser bastante carregado nas principais vias. E minha filha estuda no bairro Mangabeiras, uma região que também tem muito fluxo de veículos. Com isso, ás 7h30min da manhã eu já estava na empresa. Uma rotina desgastante de ida e volta de segunda a sexta-feira.


Quando ouvia falar do tema Home Office, confesso que meu coração não recebia muito bem. Principalmente, eu que trabalho nas áreas de marketing e comunicação. Amo ver pessoas, contar uma piadinha na hora do café e acredito que a gente aprende muito no convívio com os colegas. Quando o setor de RH falava do tema eu até mudava de assunto, pois em minha opinião o colaborador poderia perder a produtividade e dessa forma na minha cabeça eu perderia a gestão da minha equipe. Uma vez, a responsável por essa área me disse: “Alline abra sua mente, nós trabalhamos com tecnologia. Oferecemos isso as empresas e chegou a hora de usarmos. Home office vai fazer parte da vida de todos”. Eu gelava só de imaginar essa situação.


No mês de março de 2020, assim como muitos outros profissionais brasileiros, a empresa que eu trabalho e sou responsável pela área de comunicação foi obrigada a adotar esse tipo de trabalho remoto. Isso, devido estarem preocupados com a saúde dos colaboradores e também por agirem de acordo com as orientações das autoridades que recomendaram o isolamento social. O primeiro pensamento que me veio foi: E agora? Como será equilibrar vida profissional e particular? Como vou cuidar do meu setor? Como vou manter a produtividade da minha equipe? Só lembrava da conversa com a pessoa do RH: “Oferecemos tecnologia as empresas. Chegou a hora de usar”.


E realmente percebo que as tecnologias são nossas grandes aliadas. Comecei a me organizar quanto a elas e estipular uma rotina. Dessa forma, tenho seguido a seguinte linha:

  • Reuniões semanais com equipe: via videoconferência. Continuo acreditando que na vida profissional, o contato com pessoas é importantíssimo. Pois é através dele que aprendemos uns com os outros, solucionamos problemas, estabelecemos prioridades, fechamos contratos e atendemos os nossos clientes. Alguns desses assuntos só podem ser tratados “cara a cara”. E a videoconferência me possibilita a “aproximação” com minha equipe. Com o uso dela, eu consigo analisar materiais, documentos e ter um encontro com eles.

  • CHAT corporativo diariamente: antes da pandemia já utilizávamos uma ferramenta de colaboração que comercializamos na empresa. O uso dela nos ajudava e reduzir o número de e-mails, compartilhar arquivos e até mesmo a realizar reuniões/ligações. Visto, que a ferramenta unifica a comunicação. Hoje ela serve como uma forma de orientar minha equipe e estar sempre disponível para todos da empresa. Elegemos como nossa ferramenta oficial de comunicação.

  • Telefonia em nuvem: minha empresa também comercializa essa tecnologia. E eu sabia de todas as funcionalidades da solução, pois preparava materiais de divulgação e participava de todos os treinamentos com a área comercial. Agora na prática estou vivenciando a importância dessa solução para a continuidade dos negócios. Enfim, eu tenho o número da empresa tocando no meu computador, no meu tablet e também posso atender via smartphone. Falo com minha equipe/clientes em qualquer lugar e a empresa não parou devido a COVID-19.

Assim como todas as profissionais, que são mães, o home office é um desafio diário para todas nós. Conciliamos nosso trabalho, aulas online dos filhos, casa e etc. Mas, por experiência própria tenho visto que contar com boas soluções nos ajudam. E o meu medo ficou totalmente para trás. Hoje confio ainda mais no que vendemos. Vejo como a videoconferência, a ferramenta de colaboração e a telefonia em nuvem pode nos ajudar e apoiar nossos colaboradores.


Hoje eu abri minha mente! Sou uma outra profissional. Mais organizada, mais produtiva e em constante aprendizado.

Com muito orgulho compartilho o link de demonstração da videoconferência que uso. Você pode utilizar por 30 dias grátis: https://bit.ly/3dscpqX

A ferramenta de colaboração e a telefonia em nuvem você também pode solicitar uma demonstração, isso através do telefone da Meso (31) 2526-5111 ou pelo e-mail contato@mesotelecom.com.br


Alline Sapore é jornalista e é responsável pela área de comunicação/marketing da Meso.

15 visualizações