Desafios da transformação: como os CIO podem ser os próximos CDOs


Quem vai liderar a transformação digital nas empresas? A escolha natural seria o CIO, mas surge um novo operador na equação: o CDO

A transformação digital está acontecendo em todas as esferas da sociedade e as empresas já sabem que precisam mudar para acompanhar essa transição e ingressar mais fortemente no mercado em que atuam.

Um dos desafios enfrentados por elas é a definição do executivo que conduzirá esse processo. A escolha natural é o CIO, que já está ambientado com as novidades tecnológicas. No entanto, segundo o Gartner, um novo líder de TI está surgindo nas organizações, o Chief Digital Officer (CDO), e ele será o responsável por liderar essa transformação em 90% das empresas até 2019.

Um CIO pode se transformar em CDO desde que esteja preparado para superar os desafios associados à essa transição. Conheça quais são eles:

Organizar a casa e mantê-la funcionando - antes de mais nada, o CIO precisa manter a área de TI tradicional funcionando adequadamente, ou seja, cumprindo com as entregas esperadas pelo board da empresa. Apenas quando a parte tradicional da área de TI estiver operando bem e estável, o executivo terá como se dedicar aos desafios da jornada da transformação digital, que certamente exigirão muito estudo e dedicação da parte dele.

Conhecer as novas metodologias de negócio do mundo digital - os CIOs que desejarem liderar a transformação digital precisarão aprender a lidar com novas metodologias e conceitos, como Design Thinking, Scrum, DevOps, MVP, entre outras. Tais abordagens são importantes para garantir a inovação e agilidade essenciais necessárias para o mundo digital. Elas ajudam a repensar a real necessidade envolvida, colocando a experiência do cliente no centro do desenho e não apenas evoluir os processos. No entanto nem sempre elas são aplicáveis. Saber quando usar cada abordagem é fundamental. Algumas das etapas de um projeto de transformação podem exigir uma abordagem mais tradicional, enquanto outras precisam de metodologias digitais.

Saber priorizar as novas tecnologias – o mercado está repleto de novas tecnologias e fornecedores, a jornada de transformação digital de qualquer empresa contém um desafio enorme: conseguir se desvencilhar da poluição tecnológica para acertar na escolha das tecnologias do mundo digital que vão efetivamente resolver os desafios de transformação e gerar o maior impacto no negócio. É preciso estar atento a inovações tecnológicas como IoT, Big Data, mobilidade, Inteligência Artificial, e principalmente nos casos de sucesso das mesmas para saber aplica-las.

Encontrar e reter talentos do mundo digital – para realizar projetos de transformação, será necessário contar com um time apto a trabalhar com as novas ferramentas e conceitos do mundo digital. Pessoas que já estejam familiarizadas com esse novo mundo. Despertar interesse em profissionais com esse perfil é um desafio. Manter esses profissionais motivados em um ambiente corporativo tradicional é ainda mais difícil. Uma maneira de contornar esse problema é trabalhar com um conjunto de fornecedores, parceiros e startups, o que leva a um novo desafio: escolher o fornecedor mais adequado para cada caso e navegar nesse ecossistema, definindo quais projetos ou etapas fazer dentro de casa ou com um parceiro.

Ter visão do negócio - quanto melhor for o conhecimento e a proximidade da área de TI com as demandas do negócio, maior será a probabilidade dos profissionais adotarem uma postura de parceiro estratégico que ajudam a agregar valor à empresa. Em muitas organizações, os executivos que ocupam o cargo de liderança em tecnologia ainda são demasiadamente técnicos e reativos. O board precisa ter a certeza de que o profissional que liderará a transformação digital será capaz de atuar como um facilitador entre a visão de negócio e a implantação técnica, bem como envolver e conseguir navegar em diferentes áreas e com diferentes pessoas do ecossistema para orquestrar efetivamente essa transformação.

Para se manterem competitivas no mercado, as organizações precisam começar o quanto antes a jornada de transformação digital dos seus processos e seu negócio. E os CIOs que quiserem liderar essa transformação precisam se preparar para serem o protagonista da entrada de suas empresas no mundo digital.

BAIXAR EBOOK

* Charles Hagler é diretor de Transformação Digital da TOTVS Consulting

#CIO #CDO

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PREÇOS E ENTREGA

 

Os preços exibidos não incluem possíveis taxas que podem ser cobradas por empresas de cartão de crédito ou entidades bancárias, por exemplo no caso de pagamentos em parcelas. 

Política de Entrega

Utilizamos múltiplos serviços de entrega, assim, o tempo de recebimento pode variar de acordo com a região do cliente.

Em geral, o frete ocorre entre 5 a 60 dias úteis, dependendo do endereço de entrega e do produto contratado.

Recomendamos que verifique o status de seu pedido com seu consultor Meso.

Caso a entrega não seja concluída, haverá uma nova tentativa em seguida.

O produto retornará para o distribuidor caso as tentativas falhem.

DADOS CADASTRAIS

Meso Telecomunicações e Sistemas Ltda

contato@mesotelecom.com.br

CNPJ: 18.342.807/0001-78

São Paulo

Av. Paulista, 1.765, 7º Andar, Conj. 72, CV: 8572, Distrito Bela Vista, São Paulo / SP. 

CEP 01311-200

Tel: (11) 3164-6301

Rio de Janeiro

(21) 2018-4975

Minas Gerais

Av. do Contorno, 6.434, Sl 402, Savassi, Belo Horizonte / MG.

CEP: 30.110-044

Tel: (31) 2526-5111

Brasília

(61) 3550-6750

POLÍTICA DE TROCA, DEVOLUÇÃO E REEMBOLSO

Você pode trocar os produtos adquiridos até 15 dias após recebê-los devolver os itens em até 5 dias após a entrega, desde que o produto esteja etiquetado, com todos os acessórios e não tenha sido utilizado.

Contate-nos através de nossos canais de atendimento para que possamos organizar a troca e devolução.

Reembolso


Em até 10 dias será encaminhado o pedido de reembolso (decorrente de devolução) no cartão de crédito ou em conta corrente com mesma titularidade.
A disponibilização do valor ocorrerá de acordo com as regras da administradora do cartão ou banco do cliente.